Estudos de Ufologia

Estudos de Ufologia
Quem Somos?

Sejam bem vindos ao Estudos de Ufologia

Bem amados Irmãos sejam bem vindos ao Estudos de Ufologia,
Interessados no assunto para troca de informações,serão aceitos tambem,desde que respeitando o codigo de ética na conduta ufologica,É sob o Código de Ética que as instituições ufológicas devem tomar cuidado na escolha de testemunhas,a fim de evitar que pessoas não credenciadas venham a expor temas ou casos que confundem o público e não trazem benefício algum à Ufologia.O investigador deve ter a consciência de que,através de uma pesquisa ufológica,realizada com observância das normas e técnicas que regem a Ufologia,e uma vez constatado o fato ufológico,as informações e conhecimentos obtidos poderão vir a modificar as estruturas política,econômica,financeira,religiosa,social e filosófica do planeta.
Pois assim esta Página Trará, todo o Cabédal de Conhecimentos sobre a Ufologia. enrriquecendo nossos conhecimentos, e abrindo nossas mentes para novos orisontes que estão se revelando para nós, por meio de amigos e Irmãos de outros Planetas e Estrelas de outras Galáxias etc....

Estudos de Ufologia

Estudos de Ufologia
Quem Somos? De onde Viemos e Para onde Iremos?

domingo, 24 de agosto de 2008

Estudos de Ufologia
SHOCKING 2 ! - Coisas estranhas que fazem questão que você desconheça!

"Que serão, afinal de contas, para vós, esse encontros com o insólito? Uma ficção? aquele que os ler deverá decidir por si mesmo,... Mas para aquele que neles ouvir o som vibrante da verdade, então que esta narrativa seja para ele a mensagem de esperança e de fé que iluminará o seu caminho..... Pois somos reunidos numa mesma e efetiva viagem, de cujas experiências, penas e alegrias compartilhamos juntos. Nela, nós temos, cada um, nossos encontros, pequenos e grandes. Pequenos ou grandes, eles serão jóias - as jóias de nosso caminho"

(Raymond Bernard, G.M. R+C )

Esta, à direita, é a amada Hathor - a deusa da alegria, do amor e das coisas boas da vida. Mas, também, aquela em cujo seio repousam os grandes segredos da civilização egípcia! HET-HERT, seu nome no egípcio arcaico o qual literalmente significava "A Casa Celeste", era uma das mais antigas deidades tendo sido adorada desde os tempos pré-dinásticos. Essa deusa cósmica era também considerada "A Mãe da Luz". E quem sabe este título tenha sido muito apropriado.....

.... Pois, assim como já vimos, será precisamente no templo a ela dedicado em Denderah que encontraremos a solução para um dos mais atordoantes enigmas do passado, uma vez que ali existem várias imagens retratando a utilização de imensas lâmpadas que talvez tenham sido utilizadas desde os mais remotos tempos para pintar nos interiores dos templos e das profundas tumbas os belíssimos murais que são a marca registrada de uma expressão máxima da arte, sem igual em toda a antigüidade conhecida - absolutamente impossíveis de serem elaborados sem o auxílio de uma forma qualquer de iluminação!

Obviamente uma forma de tecnologia que veio de algum outro lugar, de uma outra muito evoluída civilização que talvez não tenha sido originária deste planeta!

A pedido do escritor Erich Von Däniken, cientistas criaram uma réplica das lâmpadas de Denderah, seguindo fielmente os modelos gravados nos antigos murais datados de milhares de anos recuados no nosso passado. Um cabo condutor de energia reativa, um bulbo, um filamento em forma de serpente, um processo de mini-desintegração nuclear no vácuo.....

..... E "Voilá"! Funciona mesmo! E talvez a nossa Ciência tenha justamente a partir daí descoberto - ou melhor, REDESCOBERTO - uma nova e fantástica forma de utilização de energia!!!

Até porque o Antigo Egito era riquíssimo em Urânio - material radioativo que leva milhares de anos para se desintegrar. E ao que se saiba ninguém até hoje se dispôs a examinar os estranhos objetos que eram inseridos nos interiores dos crânios de certas múmias muito especiais, assim como vemos nos Raios-X de Amenófis III e Tutankhamon (foto inferior) - o que, por sinal, bem poderia explicar, mas apenas em parte, os malefícios da chamada "Maldição dos Faraós", já que ela envolvia não só MAGIA como também CIÊNCIA! Lembremos que os sacerdotes-rituais da mumificação usavam uma máscara do deus-chacal Anúbis, possivelmente elaborada em um material especial e isolante (o chumbo, por exemplo, assim como hoje usam os nossos técnicos em Radiologia) e destinado a protegê-los dos letais efeitos da radiação.

" - Ó Amon, poderoso Amon que estais no céu. Voltai vosso rosto para o corpo apenas adormecido de vosso filho e tornai-o vigoroso e forte, pois essas palavras são um grande mistério" . O que você vê na foto é aquilo que os arqueólogos chama de "Hipocéfalo", ou seja, um disco de metal - geralmente em ouro - que era colocado SOB as cabeças das múmias e que, de acordo com as inscrições, servia para "gerar calor para a cabeça do defunto"! Seria um elemento reativo que, efetivamente, interagisse com o material misterioso que nelas era inserido? Nada, nada mesmo é impossível! Nossa mentalidade moderna, apesar de todos os avanços, jamais será capaz de penetrar, ou mesmo sequer alcançar, o poderoso comprimento de onda que sustentava, tanto material quanto espiritualmente, a maravilhosa e muito evoluída civilização do Nilo!!!

Nada de novo! Vejam o que foi descoberto em outra milenar tumba egípcia datada de milhares de anos Antes de Cristo e, como seria de se esperar, logo classificado pelos tradicionalistas como "um simples brinquedo". E será que o faraó nela sepultado gostava de brincar com aeromodelos, réplicas perfeitas de um moderno avião - teoricamente impossíves de terem existido há milhares de anos atrás?

Porém, não há mesmo mais o que negar: existiram mesmo no nosso passado mais remoto e esquecido fantásticas formas de tecnologias, talvez muito superiores às modernas! Na foto, você vê objetos METÁLICOS, manufaturados, encontrados em sítios arqueológicos nos Montes Urais e estudados pelas três maiores academias de ciências da URSS - Moscou, São Petsburgo e Syktyvka! Encontrados às centenas sob profundidades que chegam a até 12 metros e originárias do chamado Período Plistoceno Superior, essas peças cuja idade estimada pode variar entre 20 mil e 318 mil anos, faziam, sem qualquer dúvida, parte de uma máquina qualquer e foram moldadas em Cobre, Tungstênio (fusão em 3410 graus) e Molibdênio (ponto de fusão em 2650 graus)!

E eis aqui um intrigante artefato metálico também encontrado nos Urais e incrivelmente semelhante aos discos de freios dos nossos modernos automóveis!

E temos também esta outra surpresa metálica dos Urais, incrivelmente torneada e que somente poderia ter sido elaborada mediante a utilização de uma máquina! Simplesmente chocante e parece que os cientistas soviéticos também o acharam, uma vez que o Instituto de Moscou publicou em 29 de novembro de 1996 o Relatório 18/485 contendo a seguinte conclusão: "Os dados obtidos permitem antever a possibilidade de uma tecnologia extraterrestre"!

Sem dúvida alguma! Pois quem mais poderia usar botas há 500 milhões de anos atrás? Esta é a famosa marca de Antelope Springs - Utah, EUA - encontrada nitidamente gravada em uma rocha, no ano de 1968 pelo arqueólogo W.J. Meister quando fazia prospecções em meio aos fósseis! E, para total desespero dos céticos, não existe qualquer possibilidade de fraude, uma vez que o achado é absolutamente autêntico. E além do mais, o proprietário da bota com ela esmagou um inseto pré-histórico que somente existiu naqueles tempos e cujo corpo ficou prensado nas ranhuras (sim, ranhuras e desenhos de uma sola industrializada, bem visíveis na foto!) deixadas por aquele extemporâneo calçado!

E por falar em fósseis, outra coisa que escondem de você é que os vestígios quanto à existência de estranhas criaturas que um dia estiveram na Terra aparecem por todos os lados. Aqui temos um outro expressivo exemplo: o corpo fossilizado de uma criatura inteiramente desconhecida, mas dotada de aparência humana. Note-se o formato da bacia; uma outra estranha formação óssea bem acima dela; o comprimento exagerado dos braços e pernas; também o crânio......

.... Essa bizarra criatura, pertencente a um tipo humano ou humanóide JAMAIS catalogado na face da Terra, aqui vista em um ângulo diferente, foi encontrada na Itália, em 1870, incrustado em uma mina de carvão. Os paleontólogos, na falta de uma explicação mais lógica e também de uma denominação talvez mais apropriada, batizaram-no de "Oreophitecus". Sua idade foi calculada em 12 milhões de anos!

Pode ser que não seja, mas faz lembrar (em muito) aquilo que foi encontrado em um desenho rupestre, situado em Novozy - república federativa russa- datado de milhões de anos de idade e retratando estranhas criaturas que o antigo artista certamente deve ter visto. Note-se as coincidentes estruturas corporais com aquele estranho esqueleto e principalmente que, na parte superior, a criatura da direita usa inclusive um capacete!

Observe com bastante atenção, principalmente o formato e a estrutura da boca deste curioso crânio humano fossilizado, encontrado em sítio arqueológico na Alemanha no ano de 1842. Também originária de um período que oscila entre 15 e 50 milhões de anos, trata-se de (mais) uma outra criatura completamente desconhecida dos tratados oficiais de Antropologia... Principalmente porque eles dizem que naqueles tempos não existiam ainda as criaturas humanas, mas somente os "meio-primatas" que tentavam evoluir até se tornarem homens!

E naqueles tempos existiram, SIM, os gigantes sobre a face da Terra! Comparem uma marca deixada na rocha por um deles com o tamanho do pé do homem moderno! E como sempre o revelador detalhe de apenas quatro dedos!

Não só os gigantes como também os "deuses astronautas"! Uma verdadeira "mosca na sopa", a "incômoda pedra no sapato" dos tradicionalistas e notadamente dos céticos, o famoso Pilar de Nova Déli, Índia - aqui mostrado, à esquerda e sob um novo ângulo - tem a sua verdadeira idade desconhecida e foi elaborado numa peça única e em um tipo de metal desconhecido, semelhante ao ferro e que inexplicavelmente é inoxidável - façanha que até hoje a nossa moderna metalurgia ainda não conseguiu imitar! A milenar Índia foi, outrora, campo de uma intensa atividade de máquinas voadoras desconhecidas (chamadas VIMANAS) e também dos ferozes combates travados entre os seus tripulantes, assim como claramente e sem quaisquer subterfúgios relatam os seus livros religiosos e tradicionais, por sinal classificados na categoria "Manusa", o que significa "ESTRITAMENTE VERDADEIROS"! Restos fundidos de uma astronave acidentada; um tipo raro de metal fornecido pelos "deuses"; uma lembrança das suas visitas? E por que não? Qualquer uma dessas coisas certamente bem poderia explicar a verdadeira procedência desse misterioso pilar que absolutamente NÃO É TERRESTRE!

E por falar nisso, não dá mesmo mais para esconder: os UFOs existem realmente! Continuamos apresentando neste Site as fotos mais recentes do satélite SOHO de prospecção solar. Em 12 de agosto de 2002, a nítida foto obtida pelo satélite nos mostra na sua retaguarda um estranho objeto....

.... Aqui visto com maiores e inquestionáveis detalhes!

E aqui temos mais um outro cruzando paralelamente a trajetória do SOHO, tendo ao fundo o nosso Sol!

E não é somente isso. Várias fotos enviadas pelo satélite naquele mesmo mês nos provam inegavelmente que estranhas máquinas voadoras percorrem o nosso sistema solar em uma intensa, febril e obscura atividade! Que teriam a dizer sobre isso os tradicionais negadores?

Um comentário:

Sérgio disse...

Este Blog constitui um plágio, simples cópias de imagens e textos de varias páginas do meu site:
www.dominiosfantasticos.xpg.com.br

O que não foi autorizado por mim.

Solicito que retirem tais páginas ou então citem a fonte, uma vez que tal ato constitui violação de propriedade inetelectual

Sérgio O. Russo